Apresentando

Apresentando
Apresentando os clássicos da Sociologia ao meu lado. Da esquerda para a direita: Karl Marx, Èmile Durkheim, Max Weber e Florestan Fernandes

segunda-feira, 20 de abril de 2015

Povos indígenas no Brasil, onde?


 Dia do Índio no Brasil, é uma data "comemorativa" quase extinta, salvo algumas exceções, nada de concreto que ultrapasse o dia 19 de abril. As nações indígenas desaparecendo em ritmo acelerado, terras que ainda precisam ser homologadas, tribos "destribalizadas" pela ideologia dos dominadores, vasta e desenfreada urbanização e aumento de áreas dedicadas ao agronegócio, são fatores quase invisíveis aos olhos de grande parte das autoridades políticas e do povo brasileiro. Diante desse quadro conjuntural, nas escolas por exemplo, quase não se sabe quem são, onde estão e o que fazem além de "dançar a dança da chuva e se encherem de penas" . Ora, o que esperar, de uma educação que não busca a emancipação dos educandos, não forma para a cidadania, pois estamos cada vez mais preocupados com a sonda que está em marte do que conhecer os nossos irmãos indígenas, que moram a poucos quilômetros, no Paraná, por exemplo, temos três grandes nações indígenas: Guarani, Kaingang e os Xetá. Contudo, acredito no papel da Educação transformadora, que contribua para derrubar paradigmas, ideologias e esteriótipos que possam atrapalhar o entendimento e principalmente as nossas futuras relações humanas entre todos os povos.

(Professor Carlos - Sociologia)

Segundo o último Censo do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE),  a população indígena do Brasil é de 896,9 mil pessoas, distribuída em 305 etnias e 274 idiomas diferentes.
Mapari é a maior das três áreas, tem 157,2 mil hectares e está localizada entre os municípios de Fonte Boa, Japurá e Tonantins, no Amazonas. Os índios Kaixana habitam a terraA terra indígena Setemã pertence aos índios Mura e ocupa os municípios de Borba e Novo Aripuanã (AM). Possui área de 49,7 mil hectares.

Fonte: Portal Brasil