Apresentando

Apresentando
Apresentando os clássicos da Sociologia ao meu lado. Da esquerda para a direita: Karl Marx, Èmile Durkheim, Max Weber e Florestan Fernandes

sábado, 29 de outubro de 2011

Concurso de Remoção: inscrições iniciam dia 1º de novembro

Candidatos devem ler o edital com atenção. Prazo de inscrição termina no dia 4

Os professores efetivos da rede estadual - que integram o Quadro Próprio do Magistério (QPM) ou o Quadro Único de Pessoal (QUP) - poderão se inscrever no período de 1º a 4 de novembro no site da Secretaria de Estado da Educação(Seed). As inscrições serão exclusivamente pela internet. De acordo com o edital nº 104/2011, a data do resultado será dia 9. Os recursos poderão ser impetrados nos dias 10 e 11.


Acesse o edital aqui.

Fonte: site da APP

sexta-feira, 21 de outubro de 2011

Maratona do Enem começa amanhã. A CHAPA 2 DESEJA BOA SORTE!

O Enem (Exame Nacional de Ensino Médio) começa neste sábado (22) às 13h. Pela primeira vez desde que o exame foi criado em 1999 os candidatos não poderão usar caneta esferográfica azul. De acordo com a organização somente a cor preta é reconhecida pela leitura óptica que verifica o resultado dos cartões de resposta. Além disso as canetas devem ser de material transparentes.

Lápis, borracha e relógio também não serão permitidos. Os estudantes que levarem esses objetos deverão depositá-los em uma sacola plástica que será entregue nos locais de prova. Celular e mp3 player ficam junto com esses objetos.

O ministério afirma que a proibição do relógio visa garantir a segurança do exame, o medo do governo é que candidatos usem transmissores para fraudar o Enem, escondidos em relógios digitais e mesmo os de ponteiro para fraudar o Enem.

Leia a reportagem na íntegra clicando AQUI

Recado para os Estudantes do CEP

O educando é a principal razão da escola, por isso uma gestão responsável e eficiente, deve proporcionar aos estudantes ferramentas que possibilitem o seu crescimento no mundo do trabalho. Porém, encaramos como um grande desafio a formação do cidadão íntegro e responsável alicerçado no conhecimento científico e nos valores humanos. Temos que pensar em uma escola que abarque os elementos das grandes questões nacionais, contribuindo para a formação do cidadão crítico e capaz de acompanhar as constantes transformações sociais. Formação essa, capaz de oferecer ao jovem uma educação de qualidade, adaptando-se às suas necessidades e as suas aspirações de autonomia, de autenticidade, de participação, de mudança e acima de tudo de qualificação profissional.

quarta-feira, 19 de outubro de 2011

COMPROMISSO COM A EDUCAÇÃO!


A Educação Pública, de Qualidade e Gratuita, sempre foram as bandeiras que eu acreditei, e lutei. Nos tempos de estudante secundarista, sempre estive comprometido com a Educação, e na Universidade Pública também não foi diferente. Aproveitei muito o período de graduação em Ciências Sociais, curso pelo qual eu tenho uma grande admiração, pelo fato de lidar com pessoas e principalmente por me dar a oportunidade de lecionar e buscar, com a ajuda do conhecimento científico o entendimento e as soluções para as questões sociais.

sexta-feira, 14 de outubro de 2011

Dia do Professor e da Professora!

Para homenagear o dia dos Professores nada melhor do que relembrar as palavras do eterno educador Paulo Freire, que foi para nós um exemplo de dedicação e amor a nossa profissão. Parabéns a todos os educadores e educadoras que carregam o dom de ensinar e amam a sua profissão. Esses são os votos do Professor Carlos.


Verdades da Profissão de Professor
"Ninguém nega o valor da educação e que um bom professor é imprescindível. Mas, ainda que desejem bons professores para seus filhos, poucos pais desejam que seus filhos sejam professores. Isso nos mostra o reconhecimento que o trabalho de educar é duro, difícil e necessário, mas que permitimos que esses profissionais continuem sendo desvalorizados. Apesar de mal remunerados, com baixo prestígio social e responsabilizados pelo fracasso da educação, grande parte resiste e continua apaixonada pelo seu trabalho.
A data é um convite para que todos, pais, alunos, sociedade, repensemos nossos papéis e nossas atitudes, pois com elas demonstramos o compromisso com a educação que queremos. Aos professores, fica o convite para que não descuidem de sua missão de educar, nem desanimem diante dos desafios, nem deixem de educar as pessoas para serem “águias” e não apenas “galinhas”. Pois, se a educação sozinha não transforma a sociedade, sem ela, tampouco, a sociedade muda". (Paulo Freire - 1921-1997)

domingo, 9 de outubro de 2011

CONVITE

MISSA EM AGRADECIMENTO AO DIA DOS PROFESSORES
  
LOCAL: CATEDRAL MARIA MÃE DA IGREJA

DATA: 15 de outubro de 2011 – Sábado

HORÁRIO: 19h e 30min
CELEBRANTE: Dom Geremias Steinmetz 

 PASTORAL DA EDUCAÇÃO DA DIOCESE DE PARANAVAÍ


sábado, 8 de outubro de 2011

Ética na eleição de diretores

Professor Silas
Mentes pequenas discutem pessoas; Mentes medianas discutem eventos; Grandes mentes discutem ideias.”
(Eleanor Roosevelt)
Na próxima semana dar-se-á o período destinado ao registro das chapas dos candidatos aos cargos de diretor e diretor auxiliar em todas as escolas públicas do Estado do Paraná. Apesar de ainda não ser o momento oficial de campanha e propaganda, de acordo com o cronograma anexo a resolução 4122/2011, em alguns colégios tradicionais de Paranavaí, percebe-se que haverá pleito com mais de uma chapa concorrendo.
É de fundamental importância que os professores e funcionários estejam atentos ao andamento deste processo. Também vejo com bons olhos a existência de mais de uma chapa, pois isso deve enriquecer as discussões e as propostas dos candidatos, assim como ofertar à comunidade escolar mais opções de escolha e indicação.
O que nós educadores envolvidos neste processo devemos repelir com veemência são as atitudes que não promovem discussões sadias que aprimorem o desenvolvimento educacional. Escola é sim lugar de política como postou meu colega Professor Carlos mas, não é lugar de politicagem como costumamos ver nas eleições normais. Devemos zelar pelos princípios éticos, de mútuo respeito, afinal, após as eleições, independente do eleito, devemos se unir em prol de uma escola de qualidade.
É lamentável ouvir de colegas relatos de inimizade e constrangimento por parte de candidatos a diretor. A disputa que se segue, jamais deve ser por questões pessoais mais apenas por divergências encaminhamento  administrativo e pedagógico do cotidiano escolar. No mais, é preciso que após as eleições estejamos unidos "todos pela educação".
Concluo esta observação recordando Valtaire: “Não concordo com o que dizes, mas defenderei até a morte o direito de dizeres.”
Vamos todos debater nossas ideias em um ambiente agradável, cortez e familiar como deve ser uma boa escola.
Um abraço!

TEXTO: BLOG DO PROFESSOR SILAS

terça-feira, 4 de outubro de 2011

LUGAR DE POLÍTICA É NA ESCOLA!

Escola também é lugar para falar sobre política!

No contexto geral das escolas brasileiras, o ensino e a promoção de atividades ligadas à política ainda caminham de modo confuso. Os desdobramentos dessas falhas no ensino, e, principalmente, suas causas são apontadas pelo professor Mário Sérgio Cortella, da Pontifícia Uni­versidade Católica de São Paulo (PUCSP), que vê problemas semelhantes na educação de uma geração anterior. “O erro começa quando se tenta impor esse assunto. O importante é aprender as noções de comunidade e isso tem início na prática”, afirma Cortella. É justamente a ideia de co­­munidade que deve ter o lugar central no debate nas escolas, de acordo com o professor. Para ele, mais do que ensinar o funcionamento do estado e da administração pública, a necessidade é promover o convívio e o respeito recíproco como pontos comuns dentro dos componentes curriculares já existentes. “Esses elementos não devem vir como o que hoje está disseminado como conteúdos ‘extracurriculares’. Isso dá a ideia de um penduricalho, algo à parte da educação”, diz ele.
O professor ensaia algumas explicações para esta carência na educação brasileira. O fato de a democracia ainda ser muito recente no país, assim como o equívoco de reduzir o tema apenas à questão partidária seriam alguns dos frequentes tropeços dados pelo Brasil no tema. Como consequên­cia, muitas vezes a escola acaba por afastar crianças e jovens do assunto – distância que em vários casos se mantém por boa parte da vida adulta.
Um dos maiores especialistas no assunto educação e política, o filósofo Mário Sérgio Cortella, professor da Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUCSP), considera que alguns problemas ainda insistem em travar o bom diálogo sobre política em sala de aula. Em entrevista à Gazeta do Povo, ele aponta alguns dos principais, como o tratamento errado dos termos política e cidadania.
Tratar de política dentro da escola ainda é algo pouco comum no Brasil. É possível determinar os principais motivos disso?
Em primeiro lugar, temos uma democracia ainda muito jovem. O país tem 511 anos e sua democracia plena não tem nem 25 anos, sendo seu marco a Constituição de 1988. Durante esse tempo, tivemos momentos rarefeitos de inclusão da sociedade nas decisões. E um modelo com participação restrita acaba tendo reflexos dentro da escola, onde o debate sobre esses temas acabava não acontecendo. Se formos lembrar, a geração anterior teve aulas de Educação Cívica, que eram impostas e se tornaram indesejadas. Com isso, os pais dos alunos de hoje também valorizam pouco a discussão da política no cotidiano.
Fonte: Gazeta do Povo Publicado em 04/10/2011 | LUIZ FELIPE MARQUES