Apresentando

Apresentando
Apresentando os clássicos da Sociologia ao meu lado. Da esquerda para a direita: Karl Marx, Èmile Durkheim, Max Weber e Florestan Fernandes

quarta-feira, 15 de dezembro de 2010

Câmara aprova aumento para parlamentares e presidente

O recordista de voto, o deputado federal mais votado do Brasil, Tiririca, é mesmo um cara de sorte, numa visita ao Congresso Nacional hoje, chegou a  ser questionado e disse: "acho bacana, acho legal. Dei sorte, tomara que aprove, acho que é justo."Vai assumir ganhando R$26,7 mil  reais por mês. Pra quem fazia o povo rir, agora está rindo à toa! E o nosso salário, como dizia o personagem do Chico Anysio: (Ó...) 

DENISE MADUEÑO - Agência Estado

No último dia de votação efetiva na Câmara, o plenário aprovou o projeto de aumento de 61,83% nos salários dos próprios parlamentares, de 133,96% no valor do vencimento do presidente da República e de 148,63% no salário do vice-presidente e dos ministros de Estado. O projeto iguala em R$ 26.723,13 os salários dos deputados, dos senadores, do presidente da República, do vice e dos ministros do Executivo. Esse é o mesmo valor do salário do ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), que serve como teto do funcionalismo público.
Veja matéria na íntegra no site do Estadão.
Enquanto a categoria dos professores lutam por uma equiparação salarial em torno de 26,5%, os nossos representantes não hesitam em aprovar o próprio aumento, sem nenhum obstáculo,  e sem nenhum constrangimento perante a sociedade. Afinal somos o reflexo do parlamento ou o parlamento reflete a própria sociedade?
Efeito cascata
O aumento salarial provocará um efeito cascata nas Assembleias Legislativas dos Estados e nas Câmaras Municipais. Os deputados estaduais poderão aprovar uma lei para receber até 75% do valor pago aos deputados federais e os vereadores poderão fixar os seus de 20% a 75% do valor dos deputados estaduais, dependendo do número de habitantes do município. Em 2007, os parlamentares reajustaram seus salários em 28,5%, que repôs a inflação acumulada de quatro anos

Nenhum comentário: