Apresentando

Apresentando
Apresentando os clássicos da Sociologia ao meu lado. Da esquerda para a direita: Karl Marx, Èmile Durkheim, Max Weber e Florestan Fernandes

quinta-feira, 23 de dezembro de 2010

Efeito cascata na Câmara Municipal de Paranavaí

Como já havíamos observados no cenário nacional, e já era mesmo de se esperar, o efeito cascata está acontecendo pelo Brasil afora; é reajuste pra todo lado, e não estamos falando de reajuste pequeno não, é de 60% pra lá, nada que se aproxime do salário mínimo ou dos professores. Mas bem, aliás todo mundo quer e merece ter um bom salário, mas a impressão que temos é que os nossos "representantes" são pessoas que precisam estar de bem com vida e principalmente com uma boa remuneração para que possam, em troca, servir ao bem comum, e proporcionar ao cidadão os direitos adquiridos pela Constituição. O que nos causa estranheza, são os argumentos favoráveis ao aumento, dá pra redigir um livro, na sua maioria, quase 80%, dizem, nas entrelinhas, que o atual salário, o que está "defasado" não dá pra fazer trabalho espetacular, e nem tampouco se comprometer com boas causas no âmbito das Políticas Públicas, outro argumento, campeão, diz respeito a tal da defasagem, como se o salário fosse pago a eles em cruzeiro e tivessem que reverter para o real.
Desconsideram o debate em torno do reajuste justo e digno do salário dos trabalhadores, refiro-me ao salário mínimo, porque enquanto os parlamentares ganham o máximo e fazem o mínimo, os assalariados brasileiros fazem o máximo e ganham o mínimo, terão um reajuste de 5,9%, passarão dos atuais R$510,00 para R$540,00.
Como falamos no início, sobre o efeito cascata, no Legislativo Estadual, se dá porque o salário dos 1.059 deputados e 52 mil vereadores está vinculado, pela Constituição, ao dos congressistas. Em Paranavaí, o efeito cascata deve ficar para o ano que vem, neste final de 2010, quem ganhou um presentão mesmo foram os cargos comissionados do governo municipal; é aquela história: ninguém pode trabalhar pouco porque ganha pouco, afinal, ninguém marca gol contra, porque ganha pouco, pelo contrário, no caso desses servidores municipais comissionados, ao meu ver eles precisam realizar um trabalho espetacular, para serem vistos com bons olhos pela comunidade e olha que nem ganham tão pouco assim, estão muito acima da média dos trabalhadores em geral. A Câmara Municipal de Paranavaí perdeu uma oportunidade de discutir a questão do aumento salarial de forma mais global, com a participação da comunidade, e não apressadamente numa sessão realizada em horário comercial e ainda no final do ano. Com esse comportamento, passam a impressão para a comunidade, que estão fazendo às escuras e isso reflete o  que acontece na Câmara Federal, no Senado e nas Câmaras Estaduais. Não houve qualquer referência ao salário mínimo, que teve  um reajuste previsto para 2011 de apenas 5,9% (somente repondo as perdas inflacionárias), estamos aqui nos deparando com a aprovação relâmpago para os cargos comissionados um reajuste de 42%. Bem, cabe-nos agora, apenas nos manifestar, já que não encontramos uma outra forma de nos indignarmos com a conjura política que nos cerca.

Um comentário:

Anônimo disse...

gostei continue assim prossefor valorisando quem dar o conhecimento;