Apresentando

Apresentando
Apresentando os clássicos da Sociologia ao meu lado. Da esquerda para a direita: Karl Marx, Èmile Durkheim, Max Weber e Florestan Fernandes

terça-feira, 21 de setembro de 2010

O Paraná precisa de Cultura?

No Debate de ontem na RIC, o candidato Beto Richa demonstrou de uma vez por todas que não compreende o que é Cultura e nem tampouco de Educação; disse que "o Paraná não tem cultura" e que enquanto governador irá levar a "cultura" para para o povo do Paraná". Tudo bem que ele desconhece o conceito sociológico de Cultura Popular, Cultura Erudita, Indústria Cultural e Cultura de Massa, mas dizer que Paraná não tem cultura e precisa levar cultura até as pessoas, não dá pra aceitar de quem alega ser um dos maiores gestores públicos do mundo, "testado e aprovado".
O candidato Beto Richa perdeu a grande oportunidade de terminar o seu mandato na prefeitura de Curitiba, para depois sim dizer que a sua gestão foi "testada e aprovada como repete o tempo todo. 

"As correntes que pensam a Cultura Popular como algo que precisa ser conservado do mesmo jeito para sempre não consideram a existência das transformações culturais e sociais nem a interação inevitável que existe entre o culto e o popular, entre o campo e a cidade, entre o tradicional e o moderno". ( Regina Aída Crespo, mestre em Toria Literária pala Unicamp- SP. Doutora em História Social pela USP. professora dos cursos de pós-graduação da Universidade Nacional Autónoma de México.) 

Nenhum comentário: