Apresentando

Apresentando
Apresentando os clássicos da Sociologia ao meu lado. Da esquerda para a direita: Karl Marx, Èmile Durkheim, Max Weber e Florestan Fernandes

sábado, 27 de novembro de 2010

Em reunião, governo responde às reivindicações da APP

Segundo o Governador Olrlando Pessuti, a equipe de transição do Governador eleito Beto Richa, vem tumultuando o final da gestão com declarações de que o Estado estaria sem condições de pagar o 13º e as férias dos servidores, e portanto os servidores ficariam sem receber. Em reunião com a APP Orlando Pessuti reassumiu novamente o compromisso de pagar o 13º e 1/3 de férias.


Em reunião com governo ocorrida hoje à tarde (25) no Palácio das Araucárias, a direção da APP-Sindicato cobrou respostas às reivindicações da categoria. O sindicato tratou - especialmente- do atraso no pagamento promoções e progressões a 3.159 professores e 12.853 funcionários de escola do Quadro de Funcionários da Educação Básica (Qfeb), da autorização para contratação de professores em regime temporário - Processo Seletivo Simplificado (PSS) - para substituir professores licenciados e, dentre outros, da retirada do Projeto de Lei Complementar 483/10 na Assembleia Legislativa do Paraná.
A comissão da APP que debateu esses assuntos com o governo foi composta pela presidente Marlei Fernandes de Carvalho e os secretários de Funcionários, Valdivino de Moraes, Imprensa, Luiz Carlos Paixão da Rocha, Formação, Isabel Zolner, Municipais, Edilson Aparecido de Paula, Finanças, Miguel Baez, e de Política Sindical, Jose Lemos (deputado estadual). Pelo governo estiveram presentes os secretários Cícero Gonçalves de Oliveira (Controle Interno), Maria Marta Lunardon (Administração e Previdência), Alan Jones dos Santos (Planejamento). A reunião também contou com a participação do economista do Dieese Cid Cordeiro.


Boatos na imprensa - Já no início da reunião, a direção do sindicato levou a preocupação da categoria em relação aos boatos e notícias veiculadas na imprensa de que o governo estaria com dificuldades para cumprir os compromissos assumidos até o final do ano.  A secretária de Estado da Administração e Patrimônio (Seap), Maria Marta Lunardon, disse que noticias como o não pagamento do 13º aos servidores públicos por falta de recursos não correspondem à realidade dos fatos. Segundo ela, o governo está finalizando os procedimentos para o pagamento das folhas de novembro e dezembro, do 13º salário e do 1/3 de férias.  A data do 13º e das ferias deve ser anunciada nos próximos dias.

Pagamento dos professores PSS - De acordo com a APP, há um grupo de professores PSS - contratados para substituir aqueles que estão em licença medica ou de gestação - que ainda não receberam seus salários. A presidente da APP, Marlei Fernandes de Carvalho, cobrou um posicionamento em relação aos provimentos deles. O secretário de Controle Interno Cícero Gonçalves de Oliveira afirmou que nenhum deles ficarão sem receber salários.   

Pagamento das progressões - Este foi um dos pontos centrais da reunião. A direção da APP exigiu do governo uma folha complementar para o pagamento de todas as progressões e promoções em atrasos dos professores e funcionários. Também cobra a implementação das progressões dos professores, medida que deveria ter ocorrido no último mês de outubro. O governo afirmou não ter ainda uma previsão orçamentária para fazer o pagamento, no entanto aguarda um relatório sobre o comportamento da receita estadual nas próximas semanas para fazer uma análise dos impactos. A direção da APP cobrou celeridade neste processo. Para tanto, o governo agendou para o próximo dia 13 de dezembro uma reunião com o sindicato para discutir o assunto.  Para a APP é inadmissível que este governo seja concluído sem que respeite o direito dos educadores.

Veja matéria na íntegra publicada no site da APP Sindicato

2 comentários:

Anônimo disse...

Professores pss, receberam corretamente o salario neste dia 01/12??
O meu caiu, porem errado.
Um valor que não corresponde nem a 1 mes de trabalho (faltou $104,02)

Eu entrei em 29 de setembro como pss em curitiba.

Eu reclamo no sindicato ou ja devo procurar um advogado trabalhista?

Professor Carlos disse...

Caro anônimo,

O seu descontentamento procede, com toda certeza, temos a informação que cerca de mil professores PSS ainda não receberam os salários em atraso. Comunicar para o sindicato é prudente, mas perante a situação a mobilização nesse momento é importante. No próximo dia 07 de dezembro haverá uma grande mobilização em todo PR.
Até mais, e muito obrigado pelo seu comentário.